OAB defende plebiscito para definir se voto deve ser obrigatório ou facultativo

Notícias

01/06/2010

OAB defende plebiscito para definir se voto deve ser obrigatório ou facultativo

01/06/2010
OAB defende plebiscito para definir se voto deve ser obrigatório ou facultativo

Fonte: Conselho Federal OAB

O presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, defendeu ontem (31) a realização de um plebiscito sobre o voto facultativo no país. "Embora pessoalmente seja favorável ao voto obrigatório, por incentivar o cidadão a melhor se informar para exercer sua escolha, reconheço que essa decisão deve vir de baixo para cima, ou seja, da própria sociedade, o que recomenda a consulta plebiscitária a respeito."

Pesquisa Datafolha publicada no sábado mostrou que cresceu a rejeição ao voto obrigatório no país. Em 2008, 43% dos entrevistados eram contra a obrigatoriedade de votar. Hoje são 48%. Para o presidente da OAB, as eleições de outubro deste ano poderiam ser usadas para a realização do plebiscito sobre o voto facultativo. "O Brasil reconquistou sua condição de Estado democrático de Direito, em que todo o poder emana do povo. Porém, para que isso se consolide, precisamos ter consciência de participar das transformações políticas", disse Cavalcante.

Segundo o Datafolha, 44% dos eleitores não iriam às urnas se o voto não fosse obrigatório. Os eleitores de Dilma Rousseff (PT) seriam os mais participativos: 65% deles manteriam a intenção de votar, contra 53% dos eleitores de José Serra (PSDB) e 53% dos de Marina Silva (PV). ( A matéria é de autoria do repórter Uirá Machado e foi publicada no site Folha.com.br)
 

Voltar