OAB de luto pela morte do ex-presidente Ophir Filgueiras Cavalcante

Notícias

03/01/2014

OAB de luto pela morte do ex-presidente Ophir Filgueiras Cavalcante

03/01/2014
OAB de luto pela morte do ex-presidente Ophir Filgueiras Cavalcante
A direção da OAB-PE lamenta o falecimento do ex-presidente do Conselho Federal da OAB (CFOAB), Ophir Filgueiras Cavalcante, aos 75 anos de idade, na manhã do dia 02 de janeiro. Desde dezembro último, ele estava internado em hospital particular na cidade de São Paulo para tratamento de um câncer. O velório e sepultamento será em Belém (PA), sua cidade natal. O Governo do Estado do Pará decretou luto oficial de três dias. O presidente do CFOAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, lastimou a morte de Cavalcante e também decretou luto oficial por cinco dias em homenagem aos dedicados serviços prestados à sociedade e à OAB. “Ophir foi um homem republicano íntegro e extremamente dedicado às causas coletivas”, disse. “Não é fácil para qualquer instituição permanecer durante décadas como referência ética e de democracia, e o ex-presidente Ophir foi um dos importantes protagonistas na construção de uma OAB forte e respeitável", destaca a vice-presidente da OAB-PE, Adriana Rocha Coutinho. Formado em direito pela Universidade Federal do Pará (UFPA), Cavalcanti presidiu o CFOAB no período de 1989 a 1991, e é pai do também presidente da instituição entre 2010 e 2013, Ophir Cavalcante Júnior. Biografia – Na OAB-PA, Ophir Filgueiras Cavalcante exerceu os cargos de vice-presidente (1983-1985) e presidente (1985-1987). Em 1987 ingressou no CFOAB como conselheiro pelo Pará, tendo sido eleito vice-presidente para o biênio 1987-1989, na gestão de Márcio Thomaz Bastos. Presidiu a Conselho Federal de 1989 até 1991. Em 01 de abril de 1989, tomou posse como presidente do CFOAB. Em seu discurso na solenidade de posse, afirmou que “são os advogados artífices de um novo mundo, que um dia deverá ser universalmente aceito, quando o direito não for outra senão a expressão mesmo da vida, numa idade nova e livre, que não comporte sequer um pensamento escravo”. Gestão – A instalação da sede própria da OAB nacional em Brasília foi em 19 de novembro de 1990 durante a sua gestão. Ophir presidiu a instituição na época em que foram realizadas as eleições diretas para presidência da República, após 25 anos de regime autoritário. No período, também foi realizada a XIII Conferência Nacional da OAB, em Belo Horizonte (MG). Sua gestão no CFOAB foi marcada por uma série de manifestações, dentre elas contra a violência institucionalizada por questões agrárias na região do Bico do Papagaio, no Pará; a prática de violações e o desrespeito ao Poder Legislativo com a edição de medidas provisórias e a proposta de emenda constitucional que instituía a pena de morte.   Com informações e foto do CFOAB
Voltar