III Congresso de Direito Constitucional reúne estudantes de Direito

Notícias

06/11/2014

III Congresso de Direito Constitucional reúne estudantes de Direito

06/11/2014
III Congresso de Direito Constitucional reúne estudantes de Direito

Vários estudantes participaram da extensa programação do III Congresso de Direito Constitucional – PUBLIUS 2014 – promovido pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) nos dias 3, 4 e 5 de novembro. Com o apoio da OAB-PE, este ano o congresso abordou a Constituição e os Direitos Fundamentais em perspectiva como tema gerador.

Vice-presidente da OAB-PE, com mestrado pela PUC-SP e professora de Direito Constitucional da Unicap, Adriana Rocha Coutinho presidiu uma das mesas do evento, questionando se é realmente novo o novo constitucionalismo latino-americano. Para debater o tema, Raquel Sparemberger e Maria Lúcia Barbosa, doutoras em Direito. Da OAB-PE, João Paulo Allan Teixeira, da Comissão de Educação Jurídica; Glauco Salomão, da Comissão de Estudos Constitucionais; e Catarina Oliveira, presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem. Reformas política e constitucional, a Ordem Jurídica Internacional, o multiculturalismo e os movimentos sociais, foram alguns dos diversos temas em pauta durante o evento, que contou também com a apresentação de trabalhos científicos. O evento teve como proposta, promover um fórum para discutir, de forma aberta e sincera, problemas constitucionais vividos pelo Brasil e pelo mundo. Um importante momento de oportunizar a reunião de estudiosos das mais diversas formações, com pluralidade de pontos de vista, criando um ambiente de ratificação ou de retificação acerca da Constituição. Engajada na promoção de atividades relacionadas ao debate constitucional, a vice-presidente Adriana Rocha destaca a necessidade da realização do congresso. “São temas bastante relevantes para deixarmos de discutir. A Ordem tem participado de várias ações a exemplo desta, que reúne grandes profissionais e estudantes de direito para trazer à tona a urgência de pautas desta relevância”, afirmou.
Voltar