Fiscalização da CGJ aumenta arrecadação

Notícias

09/11/2009

Fiscalização da CGJ aumenta arrecadação

09/11/2009
Fiscalização da CGJ aumenta arrecadação

Fonte: TJPE

Enquanto centenas de cartórios no Estado não movimentam R$ 10 mil em um ano, o 1º Ofício de Protestos, no Recife, deve exibir um crescimento espetacular para um ano de crise financeira, segundo dados da Corregedoria Geral de Justiça de Pernambuco (CGJ). De acordo com esses números, a movimentação do 1º Ofício saltará de R$ 6,3 milhões, quarta maior arrecadação pernambucana na atividade em 2008, para mais de R$ 17,1 milhões este ano, liderança com folga em relação aos demais.

Por coincidência, o 1º Ofício foi um dos muitos cartórios alvos de investigação da Corregedoria sobre sonegação de taxas. Essa postura mais ostensiva do Judiciário contribuiu para boa parte do crescimento estimado do conjunto dos 499 cartórios do Estado, de R$ 97,4 milhões declarados à Justiça em 2008 para R$ 139,2 milhões este ano.

Só o Recife concentrará R$ 76,1 milhões de todo o movimento dos cartórios estimado para o ano. O outro cartório de protestos, o 2º Ofício, deve atingir R$ 10,7 milhões em 2009, contra R$ 6,6 milhões ano passado.

Ter aumento de movimentação financeira não significa indício de irregularidade. Mas o aumento generalizado da arrecadação, diz o corregedor-Geral de Justiça, desembargador José Fernandes de Lemos, é em parte, explicado pelo combate intensivo à sonegação, irregularidade bastante reduzida.

Voltar