Comissão de Exame de Ordem da OAB-PE explica mudanças no certame

Notícias

23/03/2023

Comissão de Exame de Ordem da OAB-PE explica mudanças no certame

23/03/2023
Comissão de Exame de Ordem da OAB-PE explica mudanças no certame
O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) divulgou as mudanças do Exame de Ordem Unificado (EOU). A partir do 38º EOU, conforme previsto em provimento aprovado pela OAB Nacional, três novas áreas do direito passam a fazer parte da avaliação: Direito Eleitoral, Financeiro e Previdenciário. O total de questões da primeira fase permanecerá o mesmo, 80. Contudo, as áreas de Direito Administrativo, Civil, Processo Civil, do Trabalho, Constitucional e Empresarial terão uma questão a menos, cada, a fim de incluir duas questões de cada um dos novos conteúdos inseridos na prova. O presidente da OAB Pernambuco, Fernando Ribeiro Lins, avaliou a mudança. "O Exame de Ordem garante a sociedade receberá profissionais habilitados para exercer a profissão. É importante que o certame se mantenha atualizado e dialogando com o ensino jurídico", afirmou. O presidente do Conselho Federal da OAB, Beto Simonetti, explica que a atuação da entidade para a melhoria dos cursos de direito e para incremento da avaliação se pauta pela responsabilidade em fornecer à sociedade profissionais habilitados a exercerem a advocacia. “Nossa gestão luta, diuturnamente, pela modernização do ensino jurídico brasileiro, sem dispor de sua qualidade, eficiência e superioridade técnico-científica. Esse é o nosso desafio e o nosso compromisso”, conclui. Em fevereiro, Dhiego de Lavôr, presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB Pernambuco, esteve em Brasília para o encontro das comissões que trabalham com o certame. "Nossa Seccional tem contribuído com o processo de modernização e atualização do Exame de Ordem. Pernambuco sempre estará integrando os grupos de trabalho que atuam no sentido de garantir que os profissionais que passem a ingressar aos quadros da Ordem contribuam com o fortalecimento da advocacia", destaca. O aperfeiçoamento do EOU tem sido alvo de reuniões recorrentes entre o presidente da Comissão Nacional de Exame de Ordem do Conselho Federal, Marco Aurélio de Lima Choy, o presidente da Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado, Celso Barros Coelho Neto, e a Fundação Getulio Vargas, responsável pela aplicação da prova.
Voltar